Não tenha medo da sua verdade!

Paz e Fogo, galera! Seguinte, bora falar de um assunto não tão agradável? Sabe que assunto é esse? Você!

Isso mesmo. Falar de nós mesmos é sempre desagradável quando falamos da nossa verdade, daquilo que está no íntimo, daquilo que talvez nem o seu melhor amigo saiba, mas que o Deus escondido sabe perfeitamente.

Gosto muito da passagem do encontro de Jesus com a Samaritana (cf. João 4, 5-42) e do modo como o Senhor a conduz até a verdade que liberta e salva.

jesus151.jpg

Jesus, além de se apresentar como Caminho, Verdade e Vida, faz com que a mulher se encontre consigo mesma e assim enxergue que em sua verdade não há liberdade, nem amor, nem cuidado, mas apenas solidão.

Tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu. Nisto disseste a verdade”, diz Jesus no versículo 18, ao pedir que a mulher chamasse seu esposo e escutar a negativa da mesma. De forma “atual”, podemos dizer que Jesus pediu a ela: “vai lá, chama tua verdade e vem aqui”, como canta o Juninho Cassimiro.

Ela teve coragem de rasgar o coração e ali apresentar ao Senhor sua miséria e ainda pedir: “dá-me desta água!”. Mesmo quando estamos “no fundo do poço”, há solução! Basta deixar que Jesus, a Verdade encarnada se sente há beira do poço para te ouvir, para te amar e para trazer à tona sua podridão, sua sujeira, seu pecado… por mais que doa, Jesus é o único que “não liga” para o cheiro terrível que pode vir disso tudo, pelo contrário, Ele toca cada realidade a fim de purificar, amar, cuidar, sarar…

Principalmente nós que estamos no “pelotão de frente” como ministros de música, pregadores, formadores, ministros de dança, catequistas, dentre outros ministérios, corremos o risco de criarmos personagens e assim assumirmos histórias que não são nossas, apesar de participarmos delas..

Quantas pessoas têm uma máscara para cada ocasião: um personagem na comunidade, um personagem no Grupo de Oração, outro no trabalho, outro em casa… e até outro diante do Senhor.

PASSAMOS por tantas situações de pecado, por tantas tristezas e desilusões, por tantas estradas tortuosas… mas o problema mesmo é quando paramos nisso e fazemos dessas situações a nossa verdade. Até essa “verdade que tomamos como nossa” precisamos apresentar ao Senhor.

tirando-mascara.jpg

É na verdade que Ele age. É na verdade que Ele nos cura. É na verdade (por pior que esta seja) que o milagre acontece.

Imagine você no consultório médico. O doutor te pergunta: o que você está sentindo? E você responde: “dor de cabeça”, sendo que na verdade você está com algum problema intestinal. Você acha que mentindo assim você terá será medicado de forma correta? Você acha que será curado? Acha que algo será eficaz?

Apenas agindo na verdade podemos ser curados inteiramente!

Muitas vezes nossa VERDADE nos causa vergonha. Mas fazer o que, não é? Não tivemos vergonha de “cometer” essa verdade, porque teremos, então, vergonha de apresenta-la ao Senhor e aos que estão mais próximos de nós e que merecem saber da verdade?

Pense nisso! Eu estou passando por esse processo e te convido a caminhar comigo por este caminho as vezes tão duro, mas que nos leva ao poço onde beberemos da água que sacia e dá vida.

Bora rezar com música?

 

Deus te abençoe!
Vamos juntos?

Robson Landim
instagram.com/robsonpaes1

Música| Joel Clasen

Paz e Fogo, galera! Pra quem curte o estilo Bruno Camurati / Abner Santos / Maninho… Joel Clasen é uma ótima pedida.

13902706_675566585925229_6789505348288668828_n.jpgMúsicas profundas, ritmo gosto de se ouvir, letras que nos fazem refletir e 100% católicas, o que, venhamos e convenhamos, está tão difícil hoje.

Sou muito chato no que diz respeito a música católica. Não digo nem tanto do ritmo ou da qualidade da gravação/instrumental, mas do conteúdo! Conteúdo católico, com base nas Sagradas Escrituras e também nos Padres e Documentos da Igreja. 

Nesse quesito, o som do Joel Clasen me conquistou e por isso trago hoje aqui como indicação pra você que também está cansado do “mais do mesmo” que vemos por aí.

É só dar o #Play e curtir. Ah, vale a pena acompanhar o Joel no Facebook e no Spotify. Deus abençoe!

Eu sou da IMACULADA! #VR3

Paz e Fogo, juventude!

Estamos no mês dedicado à Virgem Maria, aquela que nos gera, forma, ama e educa. Mês propício para pedirmos, pelas mãos de Maria, a graça da conversão e da santidade.

13220939_10209597411796088_4720754632352542335_n

Ser da Imaculada corresponde a uma verdadeira e poderosa mudança de vida. Não dá pra ser de Maria e permanecer no pecado. É preciso mudar! Maria não se agrada dos falsos devotos!

Mas aqui queremos falar em especial da graça de termos Maria como Mãe, graça essa que nos foi dada por Jesus no momento de Sua Paixão e Morte, como nos relata o Evangelho. São João Maria Vianney, o Cura D’ars, já dizia: “Jesus Cristo, dando a nós tudo o que poderia nos dar, nos fez herdeiros daquilo que tinha de mais precioso: a Sua mãe”.

Vamos juntos meditar sobre essa realidade de amor e santidade?

Tenha a certeza de uma coisa: ONDE MARIA PÕE A MÃO, O DIABO NÃO PÕE A PATA! Deus abençoe!

Ah! Não se esqueça de se inscrever em nosso canal!
CLIQUE AQUI
www.youtube.com/c/VlogRevolucionário