Maria e a Comunhão com Deus

“Nela não tem alguma oposição entre Deus e o seu ser: tem plena comunhão, plena concordância. Tem um “sim” recíproco, entre Deus e ela e ela e Deus. Maria é livre do pecado porque é toda de Deus, totalmente esvaziada por Ele. É cheia de sua Graça, do seu Amor” (Papa Emérito Bento XVI – 08/12/12)

Paz e Fogo!

Estamos no mês de abril, onde celebramos logo em seu primeiro dia, a festa mais importante de nossa Igreja: a Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Diferente do que o dia sugere (dia da “mentira), verdadeiramente Cristo ressuscitou e disso vemos frutos até hoje e veremos pelos séculos dos séculos sem fim. Amém! Aleluia! Shandaray!

Mas o que Maria tem a ver com isso? Tudo!

O parágrafo que abre esse texto é tirado do Angelus do Papa Emérito Bento XVI por ocasião da Solenidade da Imaculada Conceição. Nele claramente vemos a figura de Maria como aquela que, espelhando-se em seu Filho, também abriu mão de si mesma e de seus planos, para viver configurada aos planos de Deus.

Vemos no mistério da cruz, a plena comunhão que há entre a Santíssima Trindade: o Espírito leva Jesus ao deserto, Jesus vence o deserto e morre na Cruz por nossos pecado e o Pai ressuscita o Cristo, exaltando-O sobre tudo e todos.

E Maria?

Olha ela ali do meu lado!

Maria também tem e está em plena comunhão com a Santíssima Trindade. Cheia de Deus, Maria deixou-se guiar também pelo deserto, onde precisou com José proteger o Menino que corria risco de vida; Maria caminhou piedosamente o caminho do Calvário seguindo Jesus, consolando-O e consolando os seus agora ‘filhos’ na fé; Maria esperançosa não vai ao túmulo, mas acredita piamente na vitória de Jesus sobre à morte; por fim, Maria participa da expansão da Igreja ao ser tomada pelo Espírito que nela já habitava, mas agora junto aos discípulos no Cenáculo.

Que Maria nos ajude e nos ensine a sermos UM com o Deus que nos ama, chama e envia!

Deus te abençoe! Salve Maria!

Ah! Vale a pena assistir:

Robson Landim
Comunidade de Aliança Cristo Libertador

Anúncios

Maria, face materna de Deus!

FaceDeDeus

A paz de Jesus e o Amor da Virgem Maria estejam conosco! Quer mês mais mariano que esse? Celebramos Maria, aquela que em tudo fez a vontade de Deus! Celebramos os 100 anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima aos três pastorinhos! Celebramos as mães: a de Jesus e também as nossas.

A Maternidade é o maior atributo da Virgem Maria. Silenciosa, mas confiante, Maria é mãe dAquele que sofreu a mais humilhante das mortes: a Cruz. Mas também é mãe esperançosa, já que, entendendo a missão de seu Filho e as suas palavras proféticas, não desesperou e nem foi ao túmulo, pois tinha a viva certeza da ressurreição.

Experiências-com-Nossa-Senhora-em-Fátima.jpgOlhar para Maria é olhar também para a face materna de um Deus que nos ama imensamente e que como mãe nos embala, no acalenta, nos acarinha, nos faz parar de chorar, nos acalma…

Nesse mês quero te convidar a rezar com Maria justamente nesse sentido: que ela seja sua mãe em todos os sentidos, principalmente na educação. Peça a ela: Mãe, educa-me para a santidade! Mãe, educa-me para obedecer e entender os planos que o Pai tem para mim. Ajuda-me a entender os desígnios de Deus em minha história, para que assim como a Senhora eu possa cantar que “o Todo Poderoso fez em mim maravilhas”. 

Deus te abençoe! Tamu Juntu!

Publicado originalmente no
Informativo da Paróquia N. Sra. da Candelária
Maio/2017

O Todo Poderoso fez em mim maravilhas!

A paz de Jesus e o amor de Maria Santíssima estejam conosco! Estamos em pleno Ano Mariano Nacional e nele somos convidados de forma ainda mais especial a imitarmos as virtudes da Mãe de Deus, virtudes essas que ficam muito claras nas pouquíssimas vezes em que ela é citada nas Sagradas Escrituras.

10984596_10208073070328504_998769040167873031_n.jpgA Virgem Maria é cheia de qualidades: serva, obediente, serena, humilde, misericordiosa, mãe atenciosa, intercessora fiel, onipotência suplicante, dentre muitas outras.

Sua vida em nós gera vida e nos faz olharmos de forma mais atenciosa e segura para o Cristo que nos ama e nos chama à missão.

No Canto do Magnificat (Cf. Lucas 1, 46ss), fica claro, por exemplo, o quanto Maria era conhecedora da Palavra de Deus. Ao engrandecer o Deus Santo que nela fez grandes coisas, Maria faz memória de algumas outras passagens do antigo testamento. Nela se cumpria naquele momento sublime o que os profetas e ela mesma esperavam há tanto tempo.

O Poderoso que fez e continua fazendo maravilhas olhou justamente para uma das mais bonitas virtudes de Sua serva: a humildade! Cheia da graça de Deus, Maria nunca se vangloriou de sua “posição”. Sendo Mãe do Senhor e tendo “o Rei na barriga”, colocou-se desde sempre à serviço para que outros tivessem vida e vida em abundância.

Que Maria nos ajude e nos eduque para a santidade!

Robson Landim
youtube.com/vlogrevolucionario

Escrito originalmente para o informativo
da Paróquia Nossa Senhora da Candelária
na cidade de São Caetano/SP