#Playlist pra clamar o Espírito Santo!

shandaray

“Quem canta reza duas vezes”, já dizia Santo Agostinho. Se quem canta reza duas vezes, quem canta também clama duas vezes! Eiiiiiita potência!

A Solenidade de Pentecostes é um tempo propício para pedirmos com força a presença, o auxílio e o consolo dAquele que foi prometido por Jesus como o “Advogado das nossas almas”. O Espírito Santo que veio sobre Maria e os Apóstolos também veio sobre nós no dia do nosso Batismo tornando-nos filhos de Deus e no dia do nosso Crisma nos confirmando como tal.

Então, sendo assim, preparei uma playlist do #Shandaray como música de clamor, louvor, oração ao Espírito Santo. São algumas conhecidas e outras nem tanto, mas que eu te garanto: te ajudarão a se aproximar do Senhor que dá a vida!

Bora falar sobre Criatividade Católica?

18486362_668966276622510_6323740356374324463_n

Paz e fogo, galera!

Num mundo onde o “mais do mesmo” tem tomado conta, principalmente no que diz respeito a comunicação, precisamos nos questionar: ainda há algo de novo? Tem como ser criativo e sair do convencional?

Na evangelização: tem como criar sem sair daquilo que é a essência do Evangelho?

Inventar demais é perigoso, mas o Espírito Santo é Aquele que age de forma criativa e nos torna ousados, principalmente na evangelização. Falando nisso, no dia 15 de Julho (meu aniversário uhuuuu) vai rolar um Workshop sobre Criatividade Católica e eu conversei com o organizador, o Dieimerson Vieira, da Agência Rise, sobre esse assunto. Veja só:

BlogJR: Tem como ser criativo em algo tão antigo como a Igreja?

Dieimerson Vieira

Dieimerson Vieira

Dieimerson: A Igreja é antiga mas nunca deixou de ser inovadora. Podemos citar alguns casos que mudaram nossas vidas: O alfabeto, o microscópio, a bússola, dentre outros que foram descobertos por padres ou pessoas diretamente ligadas à Igreja. O que acontece é que com a globalização, as mudanças estão cada vez mais rápidas, e a Igreja não pode perder essa essência de inovação que sempre teve.

BlogJR: Como surgiu a ideia do Workshop?

Dieimerson: A ideia partiu de um insight meu enquanto fazia alguns estudos sobre criatividade. Eu pensei no seguinte: se existe tanto preparo no mundo corporativo e acadêmico ao redor da criatividade, porquê não preparar e formar criativos para fazer a diferença na Igreja? A partir dali comecei a estudar e conectar a Criatividade e a Igreja e descobri que elas sempre estiveram unidas, mas que agora haviam poucas pessoas tratando do tema. A partir daí fizemos a primeira edição, que foi um sucesso e agora estamos nos encaminhando para a terceira edição. O objetivo é fazer com que as pessoas redescubram o seu lado criativo. É uma experiência para todos, sem distinção de idade, movimento, etc.

BlogJR: Qual a fonte de inspiração e criatividade dos católicos?

Dieimerson: A maior fonte de inspiração é o Espírito Santo. Enquanto o mundo acredita em coincidências, devemos acreditar que o Espirito Santo nos capacita e nos mostra aquilo que é necessário para sermos criativos. O que diferencia a Criatividade Secular da Criatividade Católica é que devemos sempre ser obedientes aos ensinamentos da Santa Igreja Católica.

BlogJR: Porque juntar os criativos católicos numa troca de ideias?

Dieimerson: Existem algumas teses sobre criatividade, e uma muito interessante é a da conexão de pontos. Um católico criativo raramente conseguirá fazer algo efetivo sozinho, mas quando reunimos um grupo que tem objetivos em comum, grandes coisas tendem a acontecer, como já aconteceram em edições anteriores. Essa conexão de pontos, pensamentos e experiências é o diferencial (Mt 18,20).

461aa1e0-7dfe-47f4-94c6-aa99b95be781

BlogJR: O que esperar dessa edição do Workshop?

Dieimerson: As primeiras edições foram voltadas exclusivamente a Criatividade, mas nesta edição queremos ampliar os horizontes. Assuntos como ciberteologia e PNL são novos e potencialmente transformadores. Preparamos um lugar diferente que nos tire da zona de conforto e faça com que os participantes tenham uma experiência nova em suas vidas.

Bacana demais, não é? Eu estarei lá palestrando sobre “CIBERTEOLOGIA, pensando o Cristianismo em tempos de rede”. Quer saber mais e garantir sua vaga no Workshop? Acesse o link que está logo abaixo e aproveite o desconto do primeiro lote de vendas: https://www.sympla.com.br/workshop-criatividade-catolica-30__146937

Não mereço! Me envergonho! Remorso x Arrependimento #VR2

13173089_10209493424676475_7237708513350674615_o

Paz e Fogo, juventude!
Está no ar o segundo vídeo do #vlogREVOLUCIONÁRIO!

Dessa vez o assunto fala forte ao nosso coração porque, independente de religião, cor, condição social ou qualquer outra coisa, todos nós já passamos por isso.

REMORSO X ARREPENDIMENTO. Qual é a diferença? O que é bom para mim? Como me arrepender e porque me arrepender?

No vídeo dou o exemplo de São Pedro e Judas Iscariotes. Ambos foram escolhidos por Jesus, caminharam, rezaram e festejaram com Ele, mas também o traíram e negaram. Jesus, o rosto da misericórdia podia e com certeza perdoaria os dois, mas um teve apenas remorso e se tremeu de medo da misericórdia de Deus. Esse foi judas, aquele que traiu o Senhor por apenas 30 moedas de prata… Pedro também traiu o Senhor, negando-O com medo, mas se arrependeu, voltou e foi honesto com o Senhor: “Tu sabes tudo!”.

E você? Já teve remorso? Já se arrependeu? É tempo de misericórdia! Tempo de voltar para o Senhor, o Pai das Misericórdias.

Pra te ajudar a rezar proponho também no vídeo a música “Em Teu Santuário” da Comunidade Católica Colo de Deus que você confere logo aqui embaixo.

Dá o #Play e vamos juntos meditar! A misericórdia de Deus é pra todos!

Entronizado nos louvores, Tu estás
Neste lugar, neste lugar
Tu és a água que eu preciso
Pra me saciar, me saciar

Aos teus pés rendido estou
Em adoração, Senhor
Quebrantado, atraído, destruído por amor

Quem é esse Rei da glória?
Quem é esse Rei de amor?
Seu amor vale mais que a vida
Apaixonado estou

Contemplando Tua beleza
Contemplando Teu amor
Só uma coisa eu te peço
Vem nesse lugar!

Vem nesse lugar, vem nesse lugar!
Vem nesse lugar, vem nesse lugar!

Não mereço, me envergonho
Eu não posso, mas entrei
No Teu santuário, no Teu santuário!

(Em Teu Santuário | Colo de Deus)