São João Bosco, um dom para a Igreja

No dia 31 de janeiro de 1988 Dom Bosco foi proclamado pelo Papa São João Paulo II como Pai e Mestre da Juventude. Justamente nesse dia, os salesianos lembravam os 100 anos da Páscoa Eterna de seu santo fundador.

DomBosco

Pobre, Joãozinho Bosco não sabia o que fazer para falar de Deus aos seus amigos. Numa determinada noite, sonhou com vários meninos que em dado momento começaram a brigar e blasfemar. Joãozinho muito bravo e querendo parar com aquilo, foi aos socos até seus amigos.

Em meio às pancadas, Jesus aparece para João Bosco e lhe diz: “Não será com pancadas que transformarás esses jovens em amigos. Trata-os com bondade! Mostra-lhes quão bela é a virtude e quão desprezível é o vício”.

Mas por conta da ignorância, Bosco se sentia incapaz de realizar essa missão. Jesus, então, lhe aponta Maria como mestra para essa missão tão desafiadora. E ela, a Virgem Auxiliadora lhe diz: “Eis tua missão: procura conduzir esses jovens ao bom caminho. Leva-os a Deus! Tudo compreenderás. Torna-te humilde, forte e corajoso”. Esse episódio foi um ponta-pé para a missão que João Bosco desempenharia por toda a sua vida e até hoje através de seus filhos e filhas dos mais diversos ramos da Família Salesiana por ele fundada.

Mágica, acrobacia, música, histórias… João Bosco usava de tudo para entreter “santamente” os seus amigos e como “pagamento” por suas pequenas apresentações sempre pedia para que rezassem e meditassem o evangelho ou alguma leitura espiritual.

Para evangelizar os jovens, Dom Bosco primeiro dava o que eles queriam e depois lhes apresentava grandes amigos para a vida toda: Jesus, Maria e também os anjos da guarda.

Sendo uma graça para toda a Igreja Católica, dele podemos aprender muitas coisas. Numa carta dirigida aos jovens, Dom Bosco diz o seguinte:

O demônio tem normalmente duas artimanhas principais para afastar da virtude os jovens. A primeira artinha consiste em persuadi-los de que o serviço de Deus exige uma vida triste, sem nenhum divertimento ou prazer. Mas isto não é verdade, meus caros jovens. Eu vou lhes indicar um plano de vida cristã que poderá mantê-los alegres e contentes, fazendo-os conhecer quais são os verdadeiros divertimentos e prazeres para que vocês possam exclamar como o santo profeta Davi: ‘Sirvamos ao Senhor na santa alegria’. A segunda artimanha do demônio consiste em fazê-los conceber a falsa esperança de uma longa vida que permite converter-se na velhice ou na hora da morte. Prestem atenção, meus caros jovens, muitos se deixaram prender por esta mentira. Quem nos garante que chegaremos à velhice? […] E mesmo se Deus lhes concedesse uma longa vida, escutai, entretanto, sua advertência: ‘o caminho do homem começa na juventude, ele o segue na velhice até a morte’. Ou seja, se jovens começamos uma vida exemplar, seremos exemplares na idade adulta, nossa morte será santa e nos fará entrar na felicidade eterna”.

Que tal colocar em prática os conselhos do Pai e Mestre dos jovens e desde a tenra idade ser exemplo para os outros?

Dom Bosco, rogai por nós!

Texto escrito por mim e publicado originalmente na
Revista Aliança de Misericórdia de Julho/2016

Sagrado Coração de Jesus| “Que vos ameis uns aos outros assim como eu vos amei”, por @marcosergius

Ouvi essa história de um outro sacerdote …

Ele estava celebrando em um hospital, na ala das crianças.
Na sala grande, as crianças dispostas, o altar… e ao lado, a imagem do Sagrado Coração de Jesus.
Em dado momento um garotinho perguntou: “padre, por que o Jesus tem o coração pra fora ?”
O padre, pego de surpresa, respondeu, em um pensamento de luz: “é porque… Ele nos ama muito, muito !”
E o garotinho, olhando mais atentamente para a imagem, perguntou ainda:
“ele ama muito, mas então por que o coração dEle tá saindo sangue ? Amar dói ?”
E o padre, já com lágrimas nos olhos, responde: “sim, filho, amar muitas vezes dói… e dói demais !”

sagrado-coração3Nesse mês de junho celebramos essa festa… do Coração de Jesus. E nos faz lembrar como é grande, infinito, gratuito e incondicional o Amor de Cristo por nós!

Em seu Coração cabemos todos. Mesmo com nossos medos e misérias. Cabem nossos sonhos e esperanças. Nossas angústias, dúvidas e vitórias. Porque o seu é um Coração que Acolhe, Acaricia, Perdoa, Restaura …

Na última Ceia Jesus disse que estava nos dando um NOVO mandamento: “Que vos ameis uns aos outros assim como eu vos amei.”

Mas no Antigo Testamento já existia esse mandamento do “amai-vos uns aos outros”. Então, qual a novidade ?

A novidade está na segunda parte… não amar de qualquer jeito, mas “como Eu vos Amei !” …

O nosso amor humano é cercado de dúvidas, ciúmes, desejo de posse e retribuição … um amor limitado …

Que nesse novo mês, nos sintamos agasalhados pelo Coração de nosso Deus e dispostos, mais do que nunca, a aprender a amar… amar como Jesus amou…

Grande abraço!

Pe. Marcos Sergio, SDB
– @marcusergius –

Santo do Dia| São Domingos Sávio

savio

“Se Domingos, com tão pouca idade, pôde santificar-se, por que não poderei também eu?” (Dom Bosco ao escrever sobre o Pequeno Grande Santo)

O santo de hoje viveu o lema “Antes morrer do que pecar”.

Nascido em Turim, na Itália, no ano de 1842, Domingos conheceu muito cedo Dom Bosco e participou do Oratório – lugar de formação integral – onde seu coração se apaixonou por Jesus e Nossa Senhora Auxiliadora.

Pequeno na estatura, mas gigante na busca de corresponder ao chamado à santidade, foi um ícone da alegria de ser santo. Um jovem comum, que buscava cumprir os seus deveres e amava a vida de oração.

Com a saúde fragilizada, faleceu com apenas 15 anos.

São Domingos Sávio, rogai por nós.

Fonte: Canção Nova

Domingo Sávio amava tanto a Eucaristia, que teve a autorização para fazer sobre primeira comunhão aos 7 anos de Idade.

Quando nosso pequeno amigo soube que participaria do banquete celestial, fez alguns propósitos de vida, aos quais seguiu até o fim de sua passagem pela Terra.

Os propósitos foram:

1º. Confessar-me-ei com freqüência e receberei a Comunhão todas as vezes que o confessor me permitir.
2º. Santificarei os dias de preceito.
3º. Meus amigos serão Jesus e Maria.
4º. Antes morrer que pecar.

Oxalá todos os jovens recebessem o Santíssimo Sacramento com as mesmas disposições deste seu celestial patrono!

Segundo Dom Bosco, “a Primeira Comunhão bem feita estabelece uma sólida base moral para toda a existência”. Assim foi com São Domingos Sávio. Durante sua curta vida, muitas vezes ele renovou esses propósitos, dando demonstrações evidentes de pô-los em prática com fervor e eficácia.

Fonte: Arautos do Evangelho