Um ano para celebrar Maria! #AnoMariano

anomariano1

A paz de Jesus e o Amor de Maria, galeraaaaaa!

Depois de celebrar este SENSACIONAAAAL Ano Santo da Misericórdia, a Igreja do Brasil é agora presenteada e convidada a celebrar um ano todo especial: o Ano Mariano Nacional.

Por conta dos trezentos anos da aparição da imagem de Nossa Senhora da Conceição nas águas do Rio Paraíba do Sul, a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – proclamou o Ano Mariano que será celebrado do dia 12 de outubro de 2016 (Solenidade da Padroeira do Brasil) até o dia 11 de outubro de 2017, véspera do 300º aniversário da pesca milagrosa da imagem Aparecida.

Estando em nosso país, o Papa Francisco nos disse: “Deus ofereceu ao Brasil a Sua própria mãe”. Sendo assim, nesse ano somos convidados a nos unirmos àqueles três pescadores que acreditaram na fiel intercessão da Virgem Maria, vendo ali no Rio que estava vazio, uma grande e milagrosa quantidade de peixes.

Maria não faz milagres, mas como nas Bodas de Caná, ela quer interceder para que a nossa água improdutiva se torne saboroso e glorioso vinho de bênçãos e graças vindas do coração do próprio Jesus, Aquele a quem ela nos ensina sempre a obedecer. “Fazei o que Ele vos disser” (cf. Jo 2, 5) é o maior ensinamento da Virgem Mãe que nos acolhe e nos quer moldar em sua forma.

Durante esse tempo vou postar algumas dicas, vídeos lá no canal, dicas e resenhas de livros, orações, eventos e tudo o mais que diz respeito a esse ano todo dedicado à nossa Mãe.

Aproveita e já assiste esses vídeos que já gravei sobre Nossa Senhora:

Salve Maria, Rainha e Padroeira do Brasil!
Celebremos com gratidão esse Ano Mariano Nacional!

Tamu Juntu!

Anúncios

Fala Igreja| Mensagem da #CNBB por ocasião das Eleições 2014

eleicoes

Salve Maria!

Neste ano de 2014, ano de Eleições, teremos o dever de elegermos aqueles que queremos como nossos representantes no comando do país.

O Brasil, Terra de Santa Cruz, tem passado verdadeiros apuros nas mãos dos seus políticos. Mas de quem é a culpa? Quem os elegeu?

Eu e você colocamos os caras lá – ou pelo menos a maioria deles – e por isso é nosso dever de cristãos, que querem e pregam o bem, que querem ver o país crescer sem desigualdade (ou com menor desigualdade), nos conscientizarmos de que devemos nos preocupar com a política, com o nosso voto e com tudo o que ele pode causar.

O Papa Francisco num encontro com alguns estudantes, respondeu quando perguntado sobre o envolvimento da Igreja com a política:

“Os leigos cristãos devem trabalhar na política. Dir-me-ão: não é fácil. Mas também não o é tornar-se padre. A política é demasiado suja, mas é suja porque os cristãos não se implicaram com o espírito evangélico. É fácil atirar culpas… mas eu, que faço? Trabalhar para o bem comum é dever de cristão”.

A CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, divulgou na sexta-feira, 9 de maio, durante entrevista coletiva, a mensagem “Pensando o Brasil: desafios diante das eleições 2014”, aprovada pelos bispos do Brasil reunidos na 52ª Assembleia Geral, em Aparecida (SP).

Na entrevista, o cardeal Raymundo Damasceno Assis explicou que o texto “contém importantes reflexões para os cristãos e para toda a sociedade” que neste ano irão eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais.

Leia, na íntegra, a mensagem: Pensando o Brasil: desafios diante das eleições 2014

~Com informações do Site da CNBB