Não mereço! Me envergonho! Remorso x Arrependimento #VR2

13173089_10209493424676475_7237708513350674615_o

Paz e Fogo, juventude!
Está no ar o segundo vídeo do #vlogREVOLUCIONÁRIO!

Dessa vez o assunto fala forte ao nosso coração porque, independente de religião, cor, condição social ou qualquer outra coisa, todos nós já passamos por isso.

REMORSO X ARREPENDIMENTO. Qual é a diferença? O que é bom para mim? Como me arrepender e porque me arrepender?

No vídeo dou o exemplo de São Pedro e Judas Iscariotes. Ambos foram escolhidos por Jesus, caminharam, rezaram e festejaram com Ele, mas também o traíram e negaram. Jesus, o rosto da misericórdia podia e com certeza perdoaria os dois, mas um teve apenas remorso e se tremeu de medo da misericórdia de Deus. Esse foi judas, aquele que traiu o Senhor por apenas 30 moedas de prata… Pedro também traiu o Senhor, negando-O com medo, mas se arrependeu, voltou e foi honesto com o Senhor: “Tu sabes tudo!”.

E você? Já teve remorso? Já se arrependeu? É tempo de misericórdia! Tempo de voltar para o Senhor, o Pai das Misericórdias.

Pra te ajudar a rezar proponho também no vídeo a música “Em Teu Santuário” da Comunidade Católica Colo de Deus que você confere logo aqui embaixo.

Dá o #Play e vamos juntos meditar! A misericórdia de Deus é pra todos!

Entronizado nos louvores, Tu estás
Neste lugar, neste lugar
Tu és a água que eu preciso
Pra me saciar, me saciar

Aos teus pés rendido estou
Em adoração, Senhor
Quebrantado, atraído, destruído por amor

Quem é esse Rei da glória?
Quem é esse Rei de amor?
Seu amor vale mais que a vida
Apaixonado estou

Contemplando Tua beleza
Contemplando Teu amor
Só uma coisa eu te peço
Vem nesse lugar!

Vem nesse lugar, vem nesse lugar!
Vem nesse lugar, vem nesse lugar!

Não mereço, me envergonho
Eu não posso, mas entrei
No Teu santuário, no Teu santuário!

(Em Teu Santuário | Colo de Deus)

#falaFRANCISCO| Quem pode ser santo? #CatequeseDoPapa

sersanto

Nesta quarta-feira, o Papa Francisco, durante a Catequese semanal na Praça São Pedro, falou sobre santidade, sobre quem pode ser santo e no que ela consiste. Vale a pena ler todo o texto, mas destaquei algumas falas de muito fácil entendimento e que nos impulsiona à vivência do mesmo. Bora ler?

“Não obtemos a santidade graças às nossas capacidades ou qualidades pessoais. Ser santo não é uma prerrogativa oferecida só para alguns escolhidos, nem significa ser dotado de uma capacidade especial. Não! Trata-se de um dom que o Senhor Jesus oferece gratuitamente a cada um de nós. É uma característica que distingue os cristãos”

“Tudo isso nos faz entender que para tornar-se santo, não é preciso ser bispo, padre ou religioso; mas todos e cada um dos batizados são chamados a viver no amor e a oferecer o seu testemunho cristão nas ocupações quotidianas”, disse Francisco, citando alguns exemplos: “Você é um consagrado? Para ser santo, viva com alegria a sua doação e o seu ministério; quem é casado, seja santo amando o seu cônjuge como Cristo amou a Igreja; quem é batizado e não-casado, realize seu trabalho com honestidade e competência; ofereça seu tempo a serviço dos irmãos. Quem é pai ou avô pode ser santo ensinando com paixão filhos e netos a conhecer e seguir Jesus. É preciso tanta paciência para isso… Catequistas, educadores, voluntários: sejam santos tornando-se sinal visível do amor de Deus e de sua presença ao nosso lado. Todo estado de vida leva à santidade quando vivido em comunhão com o Senhor e a serviço dos irmãos. Na rua, em casa, no trabalho… sempre”

Leia a íntegra da catequese desta quarta-feira <<