Celebremos a Misericórdia!

Miserando atque eligendo

miserando

“Com misericórdia, o elegeu”. Esse poderia ser o lema do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, ou “Ano da Misericórdia”, como ficou popularmente conhecido o tempo que a Igreja viverá de 8 de Dezembro de 2015 a 20 de Novembro de 2016, mas não é. “Miserando atque eligendo” ou “Com misericórdia, o elegeu”, é o lema do pontificado do Papa Francisco, o Pontífice da misericórdia.

Inicio esse texto com o lema de Francisco, porque esse jubileu extraordinário acontece de forma muito significativa durante um papado que tem tido a misericórdia e a proximidade com aqueles que estão à margem como centro das atenções.

Durante o anúncio deste tempo especial, no dia 13 de março, o Sumo Pontífice disse:

“Queridos irmãos e irmãs, pensei em como a Igreja pode tornar mais evidente a sua missão de ser testemunha da misericórdia. É um caminho que inicia com uma conversão espiritual. Por isso, decidi realizar um Jubileu extraordinário que tenha no centro a misericórdia de Deus. Será um Ano Santo da Misericórdia. Queremos vivê-lo à luz da Palavra do Senhor: ‘Sejais misericordiosos como o Pai’ (Lc 6, 36)”.

Por misericórdia o Senhor escolheu Bergoglio como Seu Vigário e por amor Francisco quer levar o povo de Deus de volta ao Coração Misericordioso de Jesus, em especial nesta época em que o mundo passa por tantas tribulações e aflições, calamidades e corrupção.

Para que este Ano seja bem celebrado, Francisco escreveu a bula Misericordiae Vultus”, onde apresenta pistas para que todo fiel experimente da misericórdia que nos tira da margem (do pecado, da enfermidade, da mediocridade) e nos traz para o Centro da vontade de Deus, onde Sangue e Água, sinais da entrega total de Cristo, nos lavam, purificam e nos dão vida nova.

Em certo ponto do documento pontifício, Francisco diz:

“Precisamos sempre de contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o ato último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado.”

Leia a bula Misericordiae Vultus 

Durante esse Jubileu Extraordinário, muitas serão as iniciativas para que a misericórdia seja efetiva na vida de cada crente. Uma das que mais tem chamado a atenção, é o “perdão” que será dado para as pessoas que cometeram o aborto. Todos os sacerdotes terão a faculdade para a absolvição desse pecado, levando paz aos corações que ainda sofrem.

Que Santa Faustina Kowalska, apóstola da misericórdia, rogue por nós neste novo ano.

Robson Landim
Publicado Originalmente
na Revista Aliança de Misericórida JAN/16

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s