Formação| Como salvar o casamento antes mesmo de conhecer o cônjuge?

Paz e fogo, juventude!

Trago hoje a transcrição de uma das pregações que o missionário americano Jason Evert ministrou no Acampamento Revolução Jesus, ocorrido na Sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista/SP. Nesta pregação, Jason deu algumas dicas para que os vocacionados ao matrimônio tenham um casamento santo mesmo antes de conhecer  seu cônjuge. Vale a pena ler até o final, e claro, colocar em prática! #EuAcreditoNoAmor

Jason Evert – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Jason Evert – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Todos fomos criados para o amor, mas o mundo nos oferece o oposto, embora saibamos que tipo de amor nosso coração deseja. São José Cristóvão dizia que no relacionamento deve-se desejar a vida do outro mais do que a própria vida e deve-se estar unido a ele de tal forma a desejar que ele encontre o céu.

Castidade não é um conjunto de regras para não ir para o inferno, mas a construção de um caminho para o céu com a outra pessoa.

Frequentemente, ouvimos tudo aquilo que não devemos fazer no namoro: engravidar a namorada, fazer sexo com ela.Mas o que podemos fazer? Elaborei, então, uma lista com algumas formas de salvarmos o casamento antes mesmo de conhecermos o cônjuge.

Primeiro passo:

Em vez de ficarmos olhando para fora, procurando o amor, olhemos para dentro de nós. Há muitas coisas que precisam ser curadas em nós antes do casamento, como raiva, ciúmes e pornografia.

Pensamos que a pornografia não pode nos causar mal nenhum, mas o que estamos alimentando dentro de nós? Se nos treinarmos por anos a encontrar mulheres por meio da luxúria, não saberemos o que fazer no dia em que amarmos de verdade.

Muitas mulheres têm dificuldades com a modéstia. Quando Adão viu Eva pela primeira vez, ele a viu nua e louvou a Deus, porque viu a coisa mais bela do mundo! Nosso corpo é um convite para o amor, mas o pecado tenta nos tirar isso, ele quer nos apresentar o corpo como um convite à luxúria. Então meninas, nos ajudem!

Quero dizer de uma roupa específica: o biquini. Havia um francês que gostava de ver as roupas íntimas das mulheres e queria fazer com que elas as usassem em público. Ele criou uma roupa de banho parecida com as roupas íntimas, mas as mulheres não queriam usá-la. A primeira mulher que usou o biquini em público foi uma striper.

É difícil, hoje, dizer para as mulheres não usarem biquínis, mas, às vezes, precisamos dar passos para trás se quisermos viver a santidade.

Segundo passo:

Comece seu relacionamento com a amizade. As meninas podem fazer esta pergunta: Quem é esse rapaz? Como ele trata a sua mãe? O que as “ex” dele pensam a seu respeito? Como ele trata as meninas que não o atraem?

Os homens podem se perguntar: Quem é essa menina? Eu gosto dela ou ela me atrai somente? Quero que meus filhos cresçam como ela?

Terceiro passo:

Encare seus medos. O maior medo dos homens é começar um relacionamento. Temos medo de nos doarmos e nos comprometermos, mas a nossa liberdade existe para o amor.

A melhor homilia que já ouvi foi de um padre que perguntou quantas das meninas ali haviam sido convidas para sair. Ele passou a homilia toda encorajando os rapazes a dar passos em um relacionamento. Ele dizia que se os rapazes se sentiam chamados a namorar, que tivessem essa coragem.

As meninas têm medo de ficar sozinhas e, por isso, vão baixando sua moral. Chegam até a pensar que se forem puras, os rapazes não vão querer nada com elas. Assim, mudam o jeito de se vestir, de dançar. Mas a luxúria não satisfaz os homens. Algumas mulheres perdem a esperança; no entanto, o que elas precisam fazer é gastar tempo para serem curadas. Mulheres são ótimas em esconder seus problemas atrás da maquiagem, das roupas novas. Muitas têm medo de chorar e vão se contentando com falsas consolações.

Para curar uma dor, uma ferida, você precisa encarar as causas delas. Busque uma direção e tente curar-se, Deus escuta sua oração.

Quarto passo:

Quando namorar, você precisa pensar se este namoro é para casar; se não for, termine-o. Se você não tem valores para casar, nem comece! Faça uma lista das características que você quer que seu esposo (a) tenha. Uma das coisas mais importantes na lista da minha esposa, era que o rapaz amasse a Deus e desejasse, realmente, viver a castidade. Se você sabe o que quer, não vai aceitar qualquer coisa.

Quinto passo:

Fique conectado com a sua família. Quando entramos num relacionamento, vamos com toda a nossa esperança, e se a pessoa demonstrar um pouco de qualidade, nós a vemos muito melhor do que ela é, principalmente se estivermos envolvidos com ela fisicamente.

Quando praticamos sexo com uma pessoa, liberamos uma química que faz com que fiquemos apenas com o que é positivo nela. Isso nos atrapalha, nos impede de vermos realmente como ela é. Essa substância é liberada durante o sexo, a amamentação e o parto. Pense nisso durante o namoro: o cérebro assimila que você está casado e tudo parece estar bem. Mas nem sempre está. Quando é amor verdadeiro, quanto mais perto da pessoa você estiver, mais você será você mesmo.

Sexto passo:

Faça compromissos claros. Há pessoas que estão se relacionando com outras, mas não sabem exatamente o que está acontecendo, não sabem se estão namorando ou não. E esse é um trabalho do homem. A menina não precisam ficar se perguntando, é o homem que precisa deixar isso claro para ela, se estão namorando ou não.

O cérebro do homem e da mulher são muito diferentes. A mulher não para de pensar o dia todo, já os homens nem sempre estão pensando. Para a mulher, os homens não pensarem em nada é impossível! Mas vocês precisam compreender esta realidade.

Sétimo passo:

Torne seu relacionamento puro. A proposta da castidade é nos fazer livres para amar, ela também nos dá a liberdade para sabermos se estamos sendo amados ou usados.

Imagine que você conheça a mulher dos seus sonhos e tenha uma filha com ela. Essa criança é o seu coração fora do corpo. Então, ela cresce, começa a namorar. O rapaz tem uma van com uma cama atrás. Pense, agora, até onde ele vai com sua filha!

Por que guardamos a inocência dos nossos filhos, mas não guardamos a nossa nem da filha de Deus, que é nossa namorada?

No dia do casamento, toda vestida de branco, que sua alma seja tão branca quanto seu vestido. A beleza de fora não entra em você, mas a sua beleza reflete seu exterior.

Quanto mais amamos uma pessoa, mais temos de nos preocupar com sua alma. Pense que se seu namorado morrer, você deve estar apto a entregá-lo nas mãos de Deus. “Aqui está ele, eu cuidei dele para você!”

Você não sabe o futuro, só Deus sabe! Então traga-O para seu namoro, não O deixe apenas na Igreja.

Oitavo passo:

Não more com a pessoa antes de se casar. Imagine que você comece a namorar com alguém e saia com essa pessoa pela primeira vez. É fácil terminar o namoro. Mas, depois de seis meses, fica mais difícil. Agora, se você dorme com ela, ainda que perceba que ela não é para você, não vai conseguir terminar tão fácil.

Alguns pensam: se vamos comprar um carro, faremos um test drive antes. Por isso, queremos transar com a namorada para fazer também um test drive. Pense, no entanto, que, depois de alguns anos, você vai querer trocar de carro da mesma forma vai querer fazer trocar sua esposa. Test drive se faz com coisas, não com pessoas!

Nono passo:

Se você quer ter uma família, não use anticoncepcional. O corpo da mulher é perfeito, não é preciso drogas para controlá-lo. Use métodos naturais; eles são 99% confiáveis. Desse modo, poderemos planejar nossa família inteira.

Décimo passo:

Não entre no namoro procurando um amor que só Deus pode lhe dar. Corra atrás de Deus e olhe para a direita e para a esquerda, veja as pessoas que ainda continuam correndo com você, alguma delas será um bom cônjuge. Cresça na perfeição com o Senhor para amar a pessoa que Ele lhe dará. Deixe-O escrever sua história. Deus nos dá um papel, pegamos a caneta e queremos escrever nele nós mesmos. Erramos, tentamos apagar nossos erros e o texto torna-se uma bagunça. Deus quer pegar o papel e Ele mesmo quer escrever nossa história.

Tenha bons amigos, leia bons livros, preencha sua mente com boas coisas. Desta forma, você não terá espaço para o demônio invadir sua vida. Aquele que pode estar com você para sempre está no tabernáculo.

Fonte: Canção Nova

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s