Jovem Litúrgico| 3º Domingo da Páscoa

jovemliturgico

Na semana passada, disse que depois de sua ressurreição, o ministério específico de Jesus foi a cura interior. Jesus cura muita gente; mas hoje, Ele escolhe Pedro para dar uma chacoalhada.

Os discípulos, com o tempo, foram desanimando. Até retomarem suas atividades antigas. E naquele dia, o mar não estava pra peixe. Eles não pescaram nada! Nem uma bota. Isso porque todos estavam no mesmo barco. Literalmente e figurativamente. Além do desânimo, outra coisa muito pior tomou conta deles: a culpa. Cada um por seus motivos e erros particulares.

Pedro, não se conformava de ter negado Jesus três vezes. Por mais que o Senhor tivesse curado sua sogra, ele não poderia ter feito aquilo!

Ele foi se culpando a tal ponto de não enxergar mais nada a sua volta; exceto seus erros. Os discípulos foram remoendo, remoendo… Até que, de repente escutaram uma voz: moços!

Ora, eles não viram Jesus; mas ouviram sua voz, que dizia para eles jogarem a rede direito. Sabe por que aquela rede voltou cheia? Por que no momento em que eles conseguiram escutar a voz de Jesus, a cura interior já havia acontecido. Menos em Pedro. Foi preciso uma atenção especial para com ele. E a sutileza de Jesus impressiona: “Tu me amas? Apascenta minhas ovelhas.”.  O Messias podia ter jogado tanta coisa na cara de Pedro, mas não o fez.

Não é você me amou ou me amará, é agora: você me ama?

Apascentar as ovelhas é sair dos dizeres “eu te amo” para vivenciá-lo. Não bastam palavras. Tem até uma música famosa que diz isso: “More than words”. É assim que deve ser o nosso amor: mais que palavras.

Pra encerrar, na primeira leitura; podemos fazer quase que uma pequena recordação dos passos de Jesus ao Calvário. Os discípulos foram interrogados, apanharam… E aquilo causou felicidade a eles. Não porque apanharam, mas porque através daquilo constataram que, estavam no caminho certo. Se Jesus; que além de estar no caminho certo, é o Caminho certo; foi crucificado! Não espere mar de rosas, porque não virá. A Verdade incomoda muita gente. Mas nós não podemos desanimar, somos cristãos; e os incomodados e acomodados… Que se convertam!

Seguir a loucura da cruz é, de fato, um grande desafio. Por isso é recomendado apenas para pessoas fortes. Alguém se enquadra nos requisitos? Creio que não. Somos fracos! Mas em nossa fraqueza, Jesus nos faz fortes. Fortes em Cristo, somos mais que vencedores. Não há o que, nem a quem temer; Jesus caminha conosco. Caminhe com Ele.

Uma ótima semana!

Paz e Bênçãos,
Janaína Naspar.

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s