Semana Santa| Sábado de Aleluia #Ressurreição

tumulo_vazio2

“Por que estais procurando entre os mortos aquele que está vivo? Ele não está aqui. Ressuscitou! Lembrai-vos do que ele vos falou, quando ainda estava na Galileia: ‘O Filho do Homem deve ser entregue nas mãos dos pecadores, ser crucificado e ressuscitar ao terceiro dia’”

Chegamos ao dia de visitarmos o túmulo do Cristo e encontrá-lo vazio!

Cristo Ressuscitou! Aleluia!

Todo o Sábado é meditado no silêncio, no silêncio da espera e da dor de quem perdeu o seu Senhor. Cristo morreu por mim e por você, mas não foi aí que Ele parou.

Jesus foi crucificado, morto e sepultado. Após Sua Morte, Ele desceu à mansão dos mortos, resgatou almas e recebeu no Paraíso, aquele “bom ladrão” que pediu: “Mestre, lembra-te de mim quando entrardes em Teu Reino”.

“Ainda hoje estarás comigo no Paraíso!”. Essa foi a animadora e vivificante resposta de Nosso Senhor Jesus Cristo. Mesmo naquele momento de dor, Ele amou e amou até o fim!

Voltando ao “Sábado de Aleluia”, quero te perguntar: Como fica o Seu coração ao saber que o seu Senhor morreu? Como o de Maria? De Maria Madalena? De Pedro? Do Apóstolo Amado?

Muitas podem ser as nossas posturas neste dia. Maria confiou até o fim! Madalena cuidou até o fim! E Você?

Ao chegarmos hoje a noite ao tumulo de Cristo, que hoje para nós é a Igreja desnudada de seus paramentos, como será nossa reação? Será a de Maria Madalena que vai logo anunciar aos demais que Cristo Ressuscitou? Será que vamos ter um pouquinho de dúvida?

Hoje não importa, pois ao final, Cristo se mostrará e nos dará a Sua Paz! Cristo virá! Dominus Vobiscum! Ele está no meio de nós!

sepulcro vazio

Para nos ajudar na meditação, confira o que o Youcat (Catecismo Jovem) nos diz sobre a Ressurreição de Nosso Senhor:

105 – Como os discípulos chegaram à Fé na Ressurreição de Jesus?

peter_and_john_running_to_the_tomb_of_christ_by_eugne_burnand_1850_1921Os discípulos, que antes tinham perdido a esperança, chegaram à fé na ressurreição de Jesus porque, de diferentes formas, O viram após a Sua morte e falaram com Ele. Tiveram, portanto, a experiência de que Ele estava vivo. [641-644, 656]

Os acontecimentos pascais que tiveram lugar em Jerusalém por volta do ano 30 não são uma história inventada. Impressionados pela morte de Jesus e pela derrota de sua causa comum (“Nós esperávamos que fosse Ele quem havia de libertar Israel”, Lc 24, 21), os discípulos fugiram ou barricaram-se atrás de portas trancadas. Só o encontro com Cristo ressuscitado os libertou do seu entorpecimento e os encheu com o Espírito e com a fé de que Jesus Cristo é o Senhor da vida e da morte.

106 – Existem provas da ressurreição de Jesus?

Em sentido científico-natural, não há provas da ressurreição de Jesus. Há, porém, testemunhos individuais e coletivos muito fortes de um grande número de pessoas que presenciaram os acontecimentos em Jerusalém. [639-644, 647, 656-657]

imagesO mais antigo testemunho escrito da ressurreição é uma carta que São Paulo escreveu as Coríntios cerca de vinte anos após a morte de Jesus: “Transmiti-vos em primeiro lugar o que eu mesmo recebi: Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras; foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras, e apareceu a Pedro e depois aos Doze. Em seguida apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez, dos quais a maior parte ainda vive, enquanto alguns já faleceram.” (1Cor 15, 3-6) São Paulo refere aqui uma Tradição viva que ele encontrou na comunidade primitiva quando ele próprio se tornou cristão, dois ou três anos depois da morte e ressurreição de Jesus, devido ao seu próprio encontro com o Cristo ressuscitado. Os discípulos compreenderam o fato do do túmulo vazio (Lc 24, 3-6) como a primeira indicação real da ressurreição. Foram precisamente umas mulheres, cujo testemunho era inválido pelo Direito de então, que o descobriram. Embora se diga que já o Apóstolo São João no túmulo vazio, “viu e acreditou” (Jo 20, 8), a certeza de que Jesus vivia só se consolidou mediante uma série de aparições. Os múltiplos contatos com o Ressuscitado terminaram com a ascensão de Jesus ao Céu. Contudo, os encontros com o Senhor vivente continuam até hoje, o que demonstra que Jesus Cristo ainda vive!

107 – Regressou Jesus, através da Ressurreição, ao estado corporal que tinha durante a Sua vida terrena?

jesus_mãosO Senhor ressuscitado deixou-Se tocar pelos discípulos, comeu com eles e mostrou-lhes as feridas da Sua Paixão. No entanto, o Seu corpo já não pertencia mais a este mundo, mas ao âmbito divino do Pai. [645-646] 

Cristo ressuscitado, que traz as feridas da crucifixão, não está mais ligado ao espaço e ao tempo. Ele pôde passar através de portas trancadas e aparecer aos Seus discípulos em diferentes lugares e numa forma em que eles não O reconheciam imediatamente. A ressurreição de Cristo não foi, portanto, um regresso à vida terrena normal, mas a entrada numa nova forma de ser: “Sabemos que, uma vez ressuscitado dos mortos, Cristo já não pode morrer; a morte já não tem domínio sobre Ele.” (Rm 6, 9)

Tamu Juntu!
Uma Feliz e Santa Páscoa pra Ti e pra Tua Família!

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s