Jovem Litúrgico| 2º Domingo do Tempo Comum

jovemliturgico

jesus-maria-bodas-de-cana

“Eu sou a alegria de Deus!”

Meu irmão, minha irmã; quando a recíproca acima é verdadeira e válida, nossa vida ganha outro rumo. Colocar Deus como a fonte de nossa alegria, é ser alegria de Deus. Sim, Ele se alegra conosco, por nós e em nós.

No Evangelho de hoje vemos que Jesus transformou água em vinho, e o fez a pedido de Maria. Iniciamos nossa meditação falando da alegria, mas o que isso tem a ver com o Evangelho? Tudo! Pois Maria deixa a nós a receita para ser feliz: “Fazei tudo o que Ele vos disser!”. Nossa Mãe teve a sensibilidade de perceber o que ia acontecer na vida daquela família que celebrava o casamento. Momento de alegria, de confraternização. Seria uma tragédia dispensar os convidados por falta de bebida. Veja; naquele momento o vinho era o essencial para eles.

O que é essencial para você? Digo a vocês que não se chega ao Céu, a não ser por JESUS! E não se chega a Jesus a não ser por MARIA! Maria não é um atalho para o Céu, pois não precisamos. Mas é a Santa Mulher que faz a nossa caminhada se tornar mais prazerosa e constante. Pois através Dela, a Salvação chegou até nós. Se o Anjo Gabriel é o anunciador da boa notícia, Maria é a anunciadora da salvação.

A segunda leitura nos chama atenção para a diversidade de dons. Somos chamados a servir, cada um do seu jeito. Os modos são os mais diversos, mas o princípio é o mesmo. Não só o princípio, mas também o fim. Tem gente que acha que só é carismático se orar em línguas! Sinto informar, mas está enganado. Este é um dos dons do Espírito. Os dons de santificação, aqueles 7 que estudamos na catequese, possuímos todos através do batismo. Os dons carismáticos, porém, recebemos alguns (m). Aí está a beleza da Igreja, na diversidade. Imagina se todo mundo tivesse tudo?

É por isso que Deus nos chama a servir e viver em comum unidade. A ser sensível como Maria foi naquele casamento.

Celebramos hoje o dia do mártir São Sebastião. Um homem de Deus que exerceu o seu dom até o fim. Assumir a nossa vocação é isso! Se lançar sem medidas nos braços do Pai e se doar inesgotavelmente em favor do próximo.

Bons exemplos não faltam em nossa caminhada. Você é a alegria de Deus! Se entregue sem medo, e como nas Bodas de Caná, sua vida mudará da água pro vinho.

Uma semana de transformação!

Paz e Bênçãos,

Janaína Naspar.

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s