Quando deixamos…

Quando deixamos Deus ser o ordenador de nossos afetos não perdemos nada, pelo contrário, passamos a viver tudo de maneira mais intensa e plena.

(GONÇALVES, Adriano. Quero um amor maior. São Paulo: Ed. Canção Nova, 2012)

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s