Jovem Litúrgico| 23º Domingo do Tempo Comum

“Criai ânimo, não tenhais medo!”

Desde que o mundo é mundo, o ser humano sempre procura por a culpa em alguém. Adão culpou Eva por comer do fruto proibido; e Eva culpou a serpente por fazê-la comer.

E isso se perpetuou! Hoje virou moda, culpar o outro por tudo de errado que fazemos. Exato, de errado; porque de certo, o mérito é sempre nosso.

Quando a 1ª leitura nos diz “criai”, significa que é você quem deve criar e mais ninguém. Deus move o mundo inteiro naquilo que somos incapazes de fazer; mas não move uma palha naquilo que somos capazes de realizar. Antes desse “criai”, recebemos uma ordem: “Dizei”. É nosso dever como cristão exortar aqueles que estão surdos pelo pecado.  Mas o único que pode criar ânimo e coragem é você! A vida não tem pena de quem não luta. O discurso dos derrotados é aquele que tenta justificar todos os erros cometidos encontrando o erro dos outros.

O rei da França tava completando 80 anos e decidiu lançar um grande desafio: um poste com 80 metros de altura, cheio de óleo; no meio da praça. Quem conseguisse subir ganhava uma boa quantia em dinheiro e uma cesta cheia de alimentos. Cada jogador tinha 3 chances. E a competição começou. A atenção estava voltada ao alpinista da ANTA, (Associação Nacional de Treinamento Alpinístico).  Vários tentaram; chegavam á 15 metros no máximo e caíam. Chegou a vez do alpinista, que subiu 30, 40 metros e caiu. Quando acabaram as 3 chances, ele foi questionado pelo repórter e respondeu na lata : “o rei sabotou o poste!”.  Aquilo deu uma enorme bagunça.  E o povo começou a gritar: seu rei abaixa o poste! Quando despercebido pela multidão, um garotinho começou a subir. A 1ª vez ele subiu 10 metros e caiu… Na 2ª vez, chegou aos 30! E isso chamou a atenção do povo. Josias, que já havia caído na areia duas vezes, tinha virado um Josias á milanesa. E o povo começou a rir e gritar: Desiste, desiste! Mas para a surpresa de todos, ele tentou de novo. 40, 60… e 80 metros. Ele conseguiu! Desceu, pegou seu prêmio e foi embora. Todos foram correndo atrás e acharam a casa do garoto. Quando o repórter apertou a campainha, sua mãe atendeu e foi questionada: Nem o nosso melhor alpinista subiu. Como seu filho fez isso?

A moça, muito simples respondeu: “meu filho é surdo, então ele não ouvia os gritos da multidão. E há 1 semana estamos sem nada para comer, quando ele viu aquela cesta cheia de comida, subiu sem pensar em nada.”.

Eis o segredo para chegar ao Alto! É preciso ser surdo aos apelos do mundo; e é preciso ter fome e sede de Deus. Efatá! Abre-te ás coisas do Alto. O Nazareno nos ama de tal forma que até a saliva de Jesus é pra curar a nossa ferida.

Uma santa semana!

Paz e Bênçãos,
Janaína Naspar.

 

 

 

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s