Palavra da Semana| Uma visita especial… #Youcat

“No Céu temos uma mãe. […] Estando em Deus e com Deus, ela está próxima de nós. […] Ela conhece o nosso coração, pode ouvir as nossas orações, pode ajudar-nos com a sua bondade materna e é-nos dada, como disse o Senhor, como ‘Mãe’, à qual podemos dirigir-nos em todos os momentos.” (Papa Bento XVI – 15/08/2005)

Não há melhor momento da vida de Nossa Senhora para lembrarmos neste dia de sua Assunção’, do que sua visita a sua prima Santa Isabel.

Esta não foi apenas uma visita onde Nossa Senhora demonstrou seu amor e cuidado à sua parenta, mas também, Maria aí demonstra sua humildade e prontidão ao serviço ao próximo.

Assim como nesse episódio da visitação onde Maria se põe a serviço de Isabel e Zacarias que esperavam o nascimento de João Batista, nossa doce mãe mostra-se servidora também nas bodas de Caná, onde logo percebe a falta de vinho e assim pede ao Seu Filho Jesus que intervenha, para que não falte o vinho naquele casamento, naquela família…

Onde Maria chega ela não fica parada…

Ao convidarmos Maria para entrar em nossa vida, devemos convidar com a certeza de que ela não ficará sentada só olhando tudo acontecer, mas que ela, a onipotência suplicante, rogará por nós e pelos anseios do nosso coração.

Outra característica da visita de Maria é que ela nunca vem sozinha. Maria trás Jesus para visitar Isabel e assim pela primeira vez, fisicamente, Jesus visita e faz a obra em Seu povo. Maria é a portadora da graça por excelência, pois nela habitou Jesus, seu Doce Esposo Espírito Santo e o Amor do Pai. 

Mas, Maria pode realmente nos ajudar?

O Youcat (Catecismo Jovem da Igreja Católica) nos ajuda a responder a este questionamento:

[148] Sim, desde o início da Igreja tem-se tido a experiência de que Maria ajuda. Milhões de cristãos dão testemunho disso. [967-970]

Enquanto mãe de Jesus, Maria também é nossa mãe. As boas mães responsabilizam-se sempre pelos filhos. Esta mãe não foge à regra. Já na Terra, ela mobilizou-se junto de Jesus pelos outros, como foi o caso das bodas de Caná, em que ela salvou o casal de noivos de uma situação complicada. Na dala do dia de Pentecostes, ela orava com os discípulos. Porque o seu amor por nós não acaba, podemos estar certos de que ela se comprometeu por nós nos dois momentos mais importantes da nossa vida: “agora e na hora da nossa morte.” (85)

Maria é o primeiro Sacrário de Jesus e sendo assim é também templo vivo do Espírito Santo de Deus.

Ao escutar a saudação de Maria, Isabel fica cheia do Espírito Santo e como prova disso, além de proclamar uma bela oração que revela a grandeza de Maria, a Lua que brilha com a Luz de Jesus, João Batista, o precurssor de Jesus pulou de alegria em seu ventre.

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o Fruto do teu ventre!”

Roguemos a Maria: Mãe, ensina-nos a viver como escolhidos! 

Salve Maria!!!
Tamu Juntu!!!

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s