Jovem Litúrgico| 5º Domingo da Páscoa

“Permanecei em mim e eu permanecerei em vós.”

A paz de Jesus e o amor de Maria estejam com você e com todos aqueles que você ama e aqueles que precisa amar mais!

A liturgia de hoje traz até nós mais uma das comparações fantásticas que Jesus faz ao longo da sua caminhada. Eu sou uma videira e o Pai é um agricultor.

Jesus mostra que além de ser tudo de bom e mais um pouco, era também um grande psicólogo.

Sim, pois nesse Evangelho consegue explicar de uma forma tão simples algo mais simples ainda; que nós, temos o dom de complicar.

Jesus é simples, é humilde, é Rei!

E nos mostra que está sempre conosco, em toda e qualquer situação.

Deus não se afasta de nós, nós é que nos afastamos Dele. 

Sendo este um mês marcadamente mariano, podemos ver isso a exemplo da Mãe de Deus.

Maria foi realmente um ramo da grande videira, pois deu frutos enormes e maravilhosos. E não estou falando isso na condição de Nossa Senhora, mas ainda em vida. Observe que Maria foi simples, humilde e hoje é Nossa Rainha. E temos todo orgulho de dizer isso. Não basta pertencer à videira; pois todos, sem exceção, são ramos. A grande diferença estar em servir ou não, em dar frutos ou ser apenas mais um.

Aquele que não dá frutos não deve ficar na videira, pois é um peso. O ramo que não produz fruto é cortado e jogado no fogo. E mesmo aquele que produz frutos precisa de um chacoalhão, precisa ser limpo pra dar mais frutos ainda. Precisa de restauração!

E se você pensa que é o dono do mundo, acho que deve rever seus conceitos. Somos sim, vencedores do mundo, mas somente quando permanecemos em Jesus. Em Jesus somos mais que vencedores. Não basta o Nazareno estar com você, Ele deve estar em você. Pois assim é rezado na Santa Missa: POR CRISTO, COM CRISTO E EM CRISTO.

Temos orgulho em dizer que não somos donos do mundo, somos filhos do Dono.

Senhor Deus, Pai de Misericórdia; nós Vos pedimos a graça de ser um belo ramo, assim como Maria foi e é. Queremos não apenas pertencer a Vossa videira, mas dar frutos e proclamar que só é independente quem depende totalmente de Jesus. Restaura esse ramo que ás vezes com o vento forte quase cai da videira. Preciso receber suas podas, cair no chão e recomeçar. Eu quero Senhor, voltar!

Uma semana de restauração pra você!

Paz e Bênçãos,
Janaína.

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s