Formação| Um dia “feliz” ou uma vida feliz? Por @NiltonJuniorp #DiaDoSexo

Comecei meu dia como todos os outros, entrando na internet, vendo e-mails, facebook, respondendo mensagens e dando um super “bom dia” pra todos…Mas, entrando no twitter, algumas mensagens me chamaram atenção:

“Feliz Dia do Sexo!”

“Que tal, quem fará sexo hoje? #FelizDiaDoSexo”

“Curta o dia de hoje, faça sexo!”

Me incomodei e fui para o meu grande amigo Google e digitei: “DIA DO SEXO”.

O primeiro item que apareceu na minha busca foi de um site de preservativos que promovia a ideia de usar a data 06/09 como o dia escolhido para ser o Dia do Sexo, tendo na página inicial o seguinte texto:

“Dia das mães, dias dos pais, dia das crianças, dia dos namorados. Em meio a tantas datas comemorativas no nosso calendário oficial, por que não criarmos um dia em homenagem àquilo que deu origem a tudo: o sexo?”

E ainda continua:

“Pense bem. Graças a ele você existe, sua família existe, a humanidade inteira existe. O sexo está presente em tudo, desde a literatura, arte e moda, até a bíblia.”

E o texto não pára por aí:

“Sexo é música. Sexo é dança. Sexo é muito mais que um ato. Ele é prazer, amor, vida. E é por esta importância que nós estamos propondo a criação do Dia do Sexo.”

É triste ver tamanha pobreza que vivemos hoje. Aqui, não quero dizer sobre a pobreza material, mas a pobreza de dignidade e de descoberta do potencial que existe na própria vida e, também, no verdadeiro sentido do porquê Deus nos criou como seres sexuados.

Na citação acima, o texto diz que “graças a ele (sexo) nós existimos”. Isso é uma verdade, mas o texto erra profundamente quando diz que foi “o sexo que deu origem a tudo.”

O sexo não deu origem a tudo! Este SUPER ERRO mostra justamente a visão relativista presente nos dias de hoje, onde “tudo vale e não existe verdade nenhuma”, como nos disse no mês passado o Papa Bento XVI, na Jornada Mundial da Juventude, em Madri. Isso faz com que não percamos a verdade de que não foi o sexo que nos criou, mas sim Deus Pai, que soprou o dom da vida e nos criou ATRAVÉS da relação conjugal dos nossos pais.

Por que ter o “Dia do Sexo”? Para que seja o dia da tentativa de ser um pouco feliz? Para ser o dia onde tento esquecer dos problemas, liberando o meu corpo para alguém e querendo o corpo do outro só para o meu prazer?

Deus é amor e tudo o que Ele cria é fruto deste amor! Você nasceu para amar e a sexualidade, a afetividade e o nosso corpo são grandes tesouros que Deus nos deu para que possamos amar e sermos felizes!

Não posso querer reduzir a um dia a comemoração da minha vida. A minha vida, o meu dia, os meus relacionamentos, o bom uso da minha sexualidade e afetividade em Deus, já são essa celebração que não acaba nunca!

A castidade existe para nos fazer livres! É ela que ordena toda nossa afetividade e sexualidade a Deus e deixa-O ser o Senhor de tudo. A castidade nos torna jovens livres, sem precisarmos ficar presos às correntes das tendências, modismos ou dos prazeres. A castidade nos faz ver que somos os verdadeiros homens que não dominam todas as coisas, mas que pela, graça de Deus, dominam a si mesmo e amam a todos de forma livre, desinteressada e como cada um deve ser amado.

Aquele que descobre o seu valor e não fica se dando por qualquer coisa ou “dia criado”, vive a alegria de filho de Deus e guarda o maior tesouro que alguém possa receber: o dom da vida, através da castidade!

Não reduza a sua sexualidade ao “Dia do Sexo” que é puro liberalismo, mas sim à “Vida de Castidade” que é a experiência da verdadeira liberdade!

De forma alguma, quero dizer que o sexo é ruim, isso seria uma visão puritanista. Quando ele é vivido dentro da proposta para que foi criado (dentro do matrimônio), descobrimos a sua beleza e o seu verdadeiro valor. Um valor tão belo que não cabe “comemorá-lo” apenas em um dia, mas todos os dias, por uma vida inteira (se seu chamado for o matrimônio)!!!

Deus nos criou para vivermos a vida Dele, uma vida de muita felicidade a cada instante e não para viver a tentativa de, em um dia, tentar ter uma vida “melhorzinha”.

Assim como eu, existem milhões de jovens vivendo a experiência da castidade e sendo verdadeiramente livres! Somos muito mais que 76.466 que apoiaram a causa para ser criado o Dia do Sexo!

Você não nasceu para ser feliz somente por um dia, mas para a vida toda!

Descubra o seu valor no Amor que Deus tem por você!

Seja feliz e fiel!

Nilton Junior
Celibatário Consagrado na Comunidade Católica Pantokrator

Fonte: Com. Pantokrator

Anúncios

Deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o crescimento e amadurecimento de nossa missão. Deus o abençoe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s