Onde tem sido sua Betânia?

Betania

As Sagradas Escrituras nos apresentam três bons amigos de Jesus: Marta, Maria e Lázaro. Por esse último Jesus comoveu-se e até chorou.

Já pensou? Deus chorou por um amigo!

Lendo um livro chamado “Risos e Lágrimas em Betânia – a amizade na vida de Jesus” da qual já falei aqui, é incrível ver ou imaginar o quanto Jesus amava estar naquela cidade, naquela casa, com aquelas pessoas.

Betânia é lugar de descanso, de amar e ser amado, de compreender e ser compreendido. Betânia é lugar de ser quem você realmente é.

Eu imagino Jesus em Betânia conversando com seus amigos e dizendo de suas dificuldades – sim, Jesus como HOMEM teve as suas dificuldades, Ele não se prevaleceu de Sua condição divina – e sendo amado, cuidado.. podendo dar ali aquela boa cochilada e até roncar, por que não? Sem medo de ser repreendido..

Em minha caminhada tenho encontrado algumas Betânias. Nem sempre são lugares físicos, mas as vezes, uma companhia.

Lugar onde posso cochilar até babar, falar o que penso, amar e ser amado, dar risada, brincar, ser o Robson que minha família conhece, ser chato, ser bobo, ser tonto, contar aquela piada sem graça, comer, ir descansar depois da missão… é lugar onde posso SER e isso é fantástico!

Mas Betânia também é lugar de ressurreição! Ressurreição da esperança, dos sonhos, da vocação, da alegria, da capacidade de amar…

Jesus se comoveu com a morte de seu amigo. Chorou, lamentou e olhando para o Céu suplicou ao Pai a graça da vida.

32

Quantas vezes fui ressuscitado pelo amor dos meus amigos/irmãos? São poucos os meus amigos, é verdade, mas com a grande capacidade de rolarem as pedras que me prendem, tirar as faixas que não me deixam caminhar e me chamar, quase se esgoelando: Robson, vem pra fora!

Já fui e estou sendo ressuscitado a cada encontro, a cada abraço, a cada mensagem no WhatsApp, a cada olhada de canto de olho que você já entende o que quer dizer…

E você? Tem se permitido encontrar Betânias por onde passa? Tem se permitido ser amado por tantos Lázaros, Marias e Martas que o Senhor tem colocado em sua história?

Permita-se! Deus pode fazer muito em você através daqueles que contigo caminham!

Deixe-se amar!

Tamu Junto!

Anúncios

Como Maria, sensível a Deus a Deus e aos irmãos!

comoMariaserSensível

*O texto a seguir na verdade é o roteiro de uma pregação que fiz para os membros do 2º elo da Comunidade Aliança de Misericórdia!

Maria, perfeita seguidora de Cristo e mais perfeita discípula, é o mais perfeito exemplo de sensibilidade à vontade de Deus e também à dor e necessidade dos irmãos. Cito abaixo algumas vezes em que Maria foi sensível ao Senhor que tudo lhe deu e também sensível aos irmãos a quem tudo ela devia fazer, doando-se por amor.

No Botuquara, casa mãe da Comunidade Aliança de Misericórdia existe uma rocha onde foi esculpida uma imagem da Virgem Maria. Um artista italiano de forma voluntária fez esse bonito trabalho. Ao vê-lo retocando a imagem, pude rezar e ali pedir ao Senhor: dá-me a graça de ter esculpidas em minha almas as virtudes da Virgem Maria, para que como ela, eu possa ser mais Teu, Senhor.

Ao pedir isso, o Senhor me trazia ao coração: deixa eu escupir em ti a sensibilidade de minha Mãe! Sendo assim, prossigamos:

18558864_10213162271275347_4752123384577000566_o.jpg

Imagem sendo esculpida numa das rochas do Botuquara

Sensível a Deus, Maria diz SIM, diz FIAT à missão que Deus lhe confia. A Palavra de Deus diz que Maria se perturbou/assustou com tamanha graça. Mas ela foi fiel e como filha obediente disse SIM, FIAT.

Sensível a Deus, Maria confiou na providência de Deus! Ela também esperava o Messias e agora, literalmente, tinha o “Rei na barriga”.

Sensível aos irmãos, Maria despojou-se também de sua condição de Mãe de Deus e foi até Ain Karin para estar e ajudar sua prima Isabel que também estava grávida. Isabel já idosa, como nos relata o Evangelho de São Lucas, ficou grávida de João Batista. E Maria foi lá não só para contar a “sua novidade”, mas para colocar-se à serviço, para trabalhar, ralar… e não foi fácil! Era na região montanhosa e Maria também estava grávida!

Sensível a Deus, Maria ensinou seu Filho, transmitiu-lhe o amor pela Palavra, pela Vida, pelo Outro. “Jesus lhes era submisso…”, nos lembra o episódio da perda e encontro no Templo.

Sensível aos irmãos, Maria não silenciou com a possível dor e vergonha dos noivos das Bodas de Caná. Maria comoveu-se diantea situação e recorreu Àquele que podia mudar todas as coisas.

Sensível aos irmãos, Maria ensinou como “arrancar” de Deus uma graça: fazei TUDO o que Ele vos disser!

Sensível a Deus, Maria segui seu Filho até o fim, indo aos pés da Cruz para recebe-Lo em seus braços como recebeu no dia do Seu nascimento.

Sensível aos irmãos, Maria aceitou receber cada um como filho, como presente, como promessa.

Sensível a Deus, Maria não foi ao túmulo porque desde sempre acreditou sem precisar ver e porque tinha a certeza da grandeza, verdade e santidade que existia em seu filho.

Sensível a nós, seus filhos, Maria hoje intercede, cuida, ama, forma, educa.. e é para nós, Porta que para o Céu está sempre aberta!

Que a Virgem Maria nos inspire a sermos mais de Deus!

Esculpe em nós, Espírito Santo, as virtudes de Tua Doce Esposa! Amém!

Robson Landim
Discípulo da Comunidade Cristo Libertador

Celibato, uma vocação pelo Reino!

 

FotoVínculos2

MISSA DE VÍNCULOS NA COMUNIDADE CRISTO LIBERTADOR

Bom, como já falei uma vez aqui no blog, entendi o Celibato pelo Reino dos Céus como a vocação específica para a qual Deus me chama. Ser celibatário é ser TODO de Deus, com um coração indiviso, mas ao mesmo tempo, é ser TODO dos irmãos.

Todo mundo SÓ PENSA NA RENÚNCIA DA VIDA SEXUAL. Mas, mais do que RENÚNCIA é ESCOLHA de SER INTEIRAMENTE e SOMENTE DE DEUS.

Na real, não é renúncia! É mudar a rota, o objetivo! No celibato canalizamos tudo para o TODO e para os irmãos!

Pelo Reino de Deus, o Celibatário se coloca como ponte entre IRMÃOS e CURA. Como assim? Justamente por ser TODO de DEUS e dos IRMÃOS, o Celibatário que como que um remédio para os demais irmãos. É aquele que, mesmo sofrendo, guarda sua dor no bolso e vai consolar, amar e até tratar a dor daqueles que o Senhor lhe confia.

O Celibatário se torna PASSAGEM onde a PERMANÊNCIA é apenas a de Deus, já que os outros passam por nós, são curados, são amados, são levados a Deus, e depois partem para suas missões, para suas realidades. Sendo de TODOS, o Celibatário não pertence a uma pessoa e nem tem uma pessoa que “lhe pertença”. Sendo de TODOS, Ele é estrada de passagem que deve levar sempre ao Divino Esposo que o conquista a cada dia. É meio e não fim.

A Vocação do Celibatário é permeada pela SOLIDÃO, mas também pelas muitas amizades e pelo “10 vezes mais família, irmãos, pais, mães, amigos”. Solidão porque “não tem ninguém por si” e por que o SENHOR LHE BASTA! A solidão para o celibatário é o LOCAL de encontro perfeito com o Divino Esposo, consigo mesmo e com a centralidade da vontade de Deus.

Ao Celibatário assim como o PADRE, Deus dá a graça da PATERNIDADE ESPIRITUAL. E como isso é fantástico! Neste domingo, dia dos pais, estive na Fundação Casa em missão com minha comunidade, e uma das meninas disse: “senhor, você é tipo um pai pra gente né? Feliz dia dos Pais! O senhor quer me adotar e rezar sempre por mim?”. Veja só se essa não é uma grande graça? (eu já tinha explicado pra ela que eu faço caminho do celibato e o que significava).

Quantas vezes já pude experimentar essa alegria da paternidade espiritual que me preenche completamente? É fantástico o modo como Deus age aí e nos motiva a amar cada um que passa por nossa história e a ser mesmo: PAI, IRMÃO, AMIGO… CURA, CUIDADO, AMPARO, REFÚGIO…

Louvo a Deus pela vida de cada celibatário chamado a ser extensão da paternidade de Deus aqui na terra!

Vale lembrar algo muito bacana: o celibato é a antecipação daquilo que todos seremos no céu! O Celibato É A VOCAÇÃO DO CÉU! Claro, sem desmerecer qualquer outra vocação, muito menos o matrimônio… até porque, como eu teria nascido, por exemplo, sem meus pais terem se unido? rs

Não sei quando rolará a minha “efetivação” como celibatário diante da Igreja de forma oficial. Mas caminho com essa certeza no coração e te convido, jovem, a também pensar nessa possibilidade. Quem sabe o Senhor não está te chamando a ser também um celibatário, uma celibatária pelo Reino dos Céus?

Deus te abençoe!

Robson Landim
Discípulo da Comunidade Cristo Libertador